O seu email foi registado com sucesso. Obrigado.

 

Inaugura no próximo dia 9 de fevereiro, às 18h00, no Museu Nacional de História Natural e da Ciência a exposição 
A Imagem Paradoxal: Francisco Afonso Chaves (1857-1926). Parte II’. Uma exposição, com curadoria Victor dos Reis 
e Emília Tavares, dedicada ao trabalho do naturalista açoriano.

 

Francisco Afonso Chaves nasceu nos Açores e o seu trabalho científico e fotográfico é muito pouco conhecido dos portugueses. No entanto, quer numa quer noutra vertente, Afonso Chaves foi nacional e internacionalmente reconhecido. Dedicou toda a sua vida ao estudo da natureza, em múltiplas áreas, como as ciências naturais, a vulcanologia, a sismologia e a meteorologia. Esteve na base da criação do sistema meteorológico português. Interessou-se por museus e teve um papel crucial na criação do Museu Carlos Machado, em Ponta Delgada. Em todas estas áreas, o papel da fotografia – principalmente a fotografia estereoscópica – foi fundamental.

 

São as magníficas fotografias científicas e de divulgação de Francisco Afonso Chaves que estão na base da exposição, a  segunda de uma trilogia que teve início no Museu Nacional de Arte Contemporânea/Museu do Chiado e que se concluirá com uma terceira exposição no Museu Carlos Machado, em Ponta Delgada.

 

Entrada livre

 

Exposição temporária patente até dia 28 de maio